Pages

sexta-feira, 30 de maio de 2008

MPE fiscalizará campanhas de prefeitos candidatos à reeleição

Trabalho de promotores eleitores foi discutido em encontro iniciado ontem

O Ministério Público Eleitoral (MPE) concentrará o trabalho de investigação nas O eleições deste ano nas campanhas dos prefeitos candidatos à reeleição. A informação foi dada pelo procurador regional eleitoral José Leite Filho (foto) durante o “II Encontro Eleições 2008”, iniciado ontem, no auditório do Ministério Público estadual (MP).
“O trabalho de fiscalização vai ser concentrado em cima dos atuais gestores que estejam concorrendo à reeleição. É onde se verifica as maiores irregularidades, porque eles estão no comando da máquina administrativa e tendem a usá-la em seu proveito”, disse José Leite.
À tarde, os promotores e procuradores eleitorais do Maranhão se reuniram reservadamente com a direção da Polícia Federal, da Agência Nacional de Telecomunicações e dos Correios para definir estratégias de combate à corrupção e compra de votos durante o processo eleitoral. O procurador explicou que esses órgãos são fundamentais para a realização de um trabalho eficaz por parte do Ministério Público Eleitoral.

Palestras
Durante o encontro, o ex-procurador regional eleitoral de Goiás Hélio Corrêa Filho abordou o tema “Ações Eleitorais”. Ele detalhou todos os ilícitos previstos na legislação eleitoral. O encontro prossegue hoje, com a palestra “Arrecadação, Gastos de Campanha e Controle Judiciário”, a ser proferida pelo procurador regional eleitoral do Pará, Ubiratan Cazetta. Para o procurador-geral de Justiça, Francisco Barros de Sousa, a importância do evento se dá na medida em que estão sendo tratadas todas as questões relacionadas às eleições. “É uma forma de a gente antever algumas dificuldades no sentido de serem adotadas todas as ações para evitar que ocorra qualquer ato que venha a comprometer a vontade livre e soberana do eleitor”, declarou.

Reproduzido do jornal O Estado do Maranhão

Confirmado: ministro Eros Grau será o novo relator do processo de cassação de Jackson Lago no TSE

O ministro Eros Grau (foto) é o novo relator do processo de cassação do governador Jackson Lago (PDT) no TSE. O nome dele já consta como tal na tramitação do processo no site do tribunal. O ministro foi o relator da “Lei do Cão”, que o STF mandou para o Quinto dos Infernos. Alguns leitores ficaram curiosos em saber como o blog teve acesso a essa informação.
Muito fácil: além das fontes, a conclusão foi lógica. Primeiramente, foi informado aqui que o novo relator seria o ministro Marco Aurélio de Mello, que deixou a presidência do TSE e ainda poderia ficar até o final do ano na Corte Eleitoral. No entanto, ele renunciou à vaga.
Ora, se Marco Aurélio iria assumir o posto do novo presidente Carlos Ayres Britto, agora ex-relator do caso, seria natural que ele assumisse também todos os processos do colega. Como ele não quis continuar na tribunal e abriu vaga para Eros Grau, o princípio de dedução foi o mesmo. Veja
aqui a tramitação do processo onde já consta o nome do novo relator.
.
Testemunhas
Em relação à oitiva de testemunhas do vice-governador Luís Carlos Porto, o TRE do Maranhão ainda espera um comunicado oficial do TSE informando os nomes das pessoas a serem ouvidas - definidas no processo - para dar continuidade à extensão da Carta de Ordem. O certo até agora é que o juiz que comandará a audiência será Carlos Santana.
Já as testemunhas são o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), preso na Operação Navalha e quem comandou a compra de votos na eleição passada; o diretor de O Imparcial Pedro Freire (bem que poderia ser o diretor comercial Paulo Maurício!), um dos beneficiados do “mensalão da Secom”; o ex-gerante regional Cristóvão Fernão Ferreira (Baixada); Margareth Nogueira, filha do ex-prefeito Milton Gomes (Grajaú), ambos acusados de desvio de R$ 500 mil da Associação do Povoado Tanque; Conceição Cutrim, que junto com o deputado Julião Amim (PDT) estão sendo acusados de aliciarem o ex-prefeito Mimi Cutrim (Olinda Nova) mediante o pagamento de R$ 5 mil; e Marlene Costa Machado, por enquanto uma ilustre desconhecida no processo.
.

Reproduzido do Blog do jornalista Décio Sá


quinta-feira, 29 de maio de 2008

Charge Digital




Ultrapassamos a marca das 4.000 visitas!!!

Agradecemos aos nossos leitores e visitantes pela marca registrada de mais de 4.000 acessos ao BLOG, do Coroatá em Debate em menos de 2 meses.
A cada dia este Blog vem conquistando a credibilidade e a confiança, não somente a do povo coroataense, como também, dos leitores de outras localidades.
Obrigado por tudo. Pelas críticas construtivas e pelos elogios que apontam as nossas virtudes, qualidades e nos orgulha quando apontam os nossos erros. Na intenção de compartilharmos as informações que passamos para o público todos os dias; agradeço os comentários, mesmos quando, o são ardilosos. E isso, faz parte do estado democrático de direito.
OBRIGADO!!!

Caso Gautama - CCJ da Assembléia analisará denuncia

Deverá ter tramitação igual aos projetos de maior importância, como as Propostas de Emenda Constitucional (PECs), o pedido de licença que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) fará à Assembléia Legislativa do Maranhão para processar o governador Jackson Lago (PDT), denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por corrupção, formação de quadrilha e outros crimes. O rito será orientado pelo Artigo 66 da Constituição Estadual e, nos casos omissos, seguirá o Regimento Interno da Câmara Federal, segundo disposto no Artigo 298 da Constituição maranhense.“Estabelecido esse ritual, o pedido de licença é recebido pelo presidente da Casa, que notifica o acusado, no caso o governador Jackson Lago, e encaminha o processo à Comissão de Constituição e Justiça da Casa”, explicou o líder do Bloco de Oposição na Assembléia, Ricardo Murad (PMDB). É a CCJ que conclui se acata ou não o pedido do STJ. Esse parecer será votado em plenário, por votação nominal, e será considerado aprovado se obtiver o voto de dois terços dos parlamentares (28 deputados).
Até então, imaginava-se que, para analisar o pedido do STJ, seria formada uma comissão especial. Mas o processo é todo instruído na Comissão de Constituição e Justiça. “É na CCJ que o acusado ou o seu advogado terá o prazo de 10 sessões para, se quiser, se manifestar no processo”, explica Ricardo Murad, baseando-se no Artigo 217 do Regimento Interno da Câmara Federal, uma vez que o Regimento Interno da Assembléia é omisso quanto a essa questão.
A bancada governista tem três membros na CCJ da Assembléia, incluindo o líder, Edivaldo Holanda (PTC). O presidente é o deputado Arnaldo Melo (PSDB). Formam a comissão, como representantes da oposição, os deputados Carlos Alberto Milhomem (DEM) e Victor Mendes (PV). Completa o número de cinco membros o deputado Paulo Neto (PSB). Com essa formação, teoricamente o governador tem maioria.
Na suplência, estão três deputados oposicionistas – Antonio Pereira (DEM), Joaquim Haickel (PMDB) e Helena Barros Heluy (PT) –, mais o líder do Bloco Progressista, Marcelo Tavares (PSB) e o deputado Rubens Pereira Júnior (PRTB). Os suplentes só são chamados na ausência dos titulares, o que dificilmente ocorrerá com projeto de tamanha repercussão política. Ainda não há previsão de quando o pedido de licença do STJ será encaminhado à Assembléia, mas a ministra Eliana Calmon já despachou os pedidos de explicações dos demais denunciados.

Reproduzido do Jornal O Estado do Maranhão

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Jackson Lago começa a perder deputados de sua base na Assembléia Legislativa

Pelo menos dois deputados da base do governo Jackson Lago (PDT) na Assembléia Legislativa devem compor com a oposição a partir de agora. Soliney Silva e Alberto Franco (ambos do PSDB), já teriam, inclusive, comunicado ao próprio governador que não mais comporão a base governista na Casa.
A decisão dos dois parlamentares - embora por motivos aparentemente diferentes - enfraquece ainda mais o governo no momento em que Jackson precisa de maioria na Assembléia para brecar o processo contra ele no Superior Tribunal de Justiça.
Soliney estaria motivado pelas eleições municipais. O deputado é candidato a prefeito de Coelho Neto, mas não se sente prestigiado pelo governador, que mostra clara preferência pelo grupo do prefeito Magno Bacelar (PV) e do deputado Antonio Bacelar (PDT).
Na segunda-feira, Alberto Franco fez uma espécie de discurso de despedida da bancada, com duras críticas à capacidade do governo de gerenciar o estado. Foi um dos mais duros discursos contra Jackson Lago nunca feitos nem por membros da oposição.
Confirmada a “deserção” de Soliney Silva e Alberto Franco, o governo fica com apenas 24 membros na Assembléia Legislativa. Para negar um pedido de investigação do STJ, por exemplo, são necessários 28 votos.
Há informação de que outros parlamentares estariam também deixando a base governista.
.

Reproduzido do Blog do jornalista Marco D'Eça

TV Cidade volta com tudo!!!

Após onze dias fora do ar, por defeitos meramente técnicos. A TV Cidade Produções, Canal 4, local, e afiliada da Rede Record de Televisão volta a apresentar sua programação local normal. Pedimos desculpas aos nossos assíduos telespectadores pelo breve período da ausência. Justificamos que a empresa contratada para prestar a devida assistência técnica, na cidade de Teresina não possuía a respectiva peça para repô-la no transmissor de imediato, quando o mesmo queimou por causa de uma forte oscilação elétrica. A referida empresa teve que buscá-la na cidade de São Paulo. E isso, gerou uma série de boatos infundados por parte da imprensa MARROM, cuja pretensão era passar à população o caso de forma deturpada, como se fosse um caso político, com o intuito de tirarem proveitos e dividendos, transformando-o num fato inverídico. Nunca existiu e nem existem processos judiciais impetrados contra este órgão de comunicação, impossibilitando-a de operacionalizar em qualquer instância dos poderes constituídos, conforme foi noticiado pela citada imprensa acima mencionada. Nós que fazemos a TV Cidade Produções, entendemos e compreendemos a população quanto à ansiedade e a expectativa vivida pela mesma, pois este veículo de comunicação é necessário todos os dias. Desde já, agradecemos o respeito ao qual nos foi atribuído e delegado, e temos a mais absoluta convicção da empatia que é recíproca, à qual conquistamos ao longo dos anos, e que tanto nos honra, através do apreço e do respeito de todo este glamour público. E assim, de uma vez por toda, a nossa credibilidade está consolidada e, é o passaporte que mantém a nossa grande audiência. Na certeza de continuarmos cada vez mais motivados e dispostos a trabalhar pelo povo coroataense. Nossos sinceros e cordiais agradecimentos ao povo de Coroatá.
.

A DIREÇÃO

Luiz Porto inclui José Reinaldo em sua lista de testemunhas

Parece piada a lista de testemunhas arroladas pelo vice-governador Luiz Carlos Porto (PPS) para a audiência do processo de cassação do governador Jackson Lago (PDT). A oitiva deve ocorrer em meados da semana que vem no Tribunal regional Eleitoral. Além do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB), denunciado por formação de quadrilha e outros crimes, e ele próprio um dos acusados de abuso do poder econômico na eleição de Jackson, a lista inclui ainda o jornalista Pedro Freire, espécie de dono do jornal O Imparcial, um dos aliados de Jackson na mídia.

Abaixo a lista completa das testemunhas de Luiz Porto e suas qualificações:

1 - José Reinaldo Tavares - Ex-governador do Maranhão, foi o financiador da campanha de Jackson Lago, segundo a denúncia da coligação “A Força do Povo”. Vai depor na condição de denunciado por formação de quadrilha pelo Ministério Público.

2 - Pedro Batista Freire - diretor de “O Imparcial”. O jornal serviu como ponta-de-lança dos interesses de José Reinaldo durante a campanha de 2006 e manteve posições importantes no esquema do governador Jackson Lago.

3 - Margareth Nogueira - Envolvida no escândalo de desvio de recursos de convênios do povoado Tanque, em Grajaú. É acusada de ter “sumido” com os recursos da associação de moradores.

4 - Cristovam Ferreira - Sem dados conhecidos.

5 - Marlene Costa Machado - outra sem dados conhecidos

6 - Conceição de Maria Cutrim - Foi a responsável pelo agenciamento da negociação em que o deputado Julião Amin (PDT) tentou comprar o apoio do prefeito Mimi Cutrim.
.
Reproduzido do Blog do jornalista Marco D'Eça

terça-feira, 27 de maio de 2008

Pequeno Expediente da Câmara vira Sessão Gardenal!!!

Não existe coisa mais patética do que assistir ou ouvir às sessões plenárias da Câmara Municipal. A bancada governista de vereadores demonstra a mais completa descompensação mental e emocional. Principalmente, o líder do governo e atual presidente do PT, que a cada dez palavras pronunciadas, nove refere-se ao Dep. Ricardo Murad (PMDB), quando não menciona o nome diretamente, fala indiretamente. Isto é, de forma rechaçada e baixa, enxovalhando a maior expressão política da região dos cocais. Parece até, que a sua sobrevivência política depende única e exclusiva falar mal das famílias MURAD e TROVÃO, assim como também, fala para sobreviver o Dep. Federal Domingos Dutra (PT), que só existe politicamente porque fala mal da família SARNEY. A toque de linha, ambos tem isso em comum. Infelizmente, ainda existem pessoas que votam nesse espécime de POLITICALHAS, que é uma mistura de “titica” mais canalha. Segundo, a formação etimológica da palavra, e a qual o LÍDER tem o hábito de pronunciá-la habitualmente em seus discursos.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Assim canta... Zezo!!! – O Prefeito (Ladrão)

Essa daqui vai para...

...Êta!

Prefeito de gravata que só vive atrás de mamata!


Mamãe, agora eu quero ser PREFEITO.
Garanto que vou me candidatar (ME RECANDIDATAR).
“Do jeito que já sei MENTIR bastante”. Acho que de hoje em diante
Minha vida vai MUDAR (“CONTINUAR”). Pra quem me apoiar, eu dou UM ABRAÇO. (DE NOVO UM ABRAÇO OU UM HEI! BICHÃO), e se falar mal de mim eu dou dinheiro e ele muda. E vai ficar tudo do mesmo jeito, se eu ganhar para PREFEITO. É o mesmo Deus nos acuda. (QUE DEUS NOS ACUDA)

“É a cidade (COROATÁ) esburacada e o povo vivendo (AGONIZANDO) mal”
Mas quando a coisa fica preta
“Eu invento uma micareta”. E faço aquele carnaval (E O SÃO JOÃO)
Trago um conjunto da Bahia. (AÍ, EU MUDO O NOME) Pago mais do que ele merece. Se for pra 100, digo que é 500 e desviando 400, meu saldo bancário cresce. E aí o povo esquece tudo e no embalo desse som. A cidade (COROATÁ) fica feliz e ainda tem BESTA QUE DIZ: ÊTA! QUE PREFEITO BOM!

Alô! Meu Prefeito, SEU LUÍS. O Senhor tá no meio desses, SIM! VIU!
A cidade (COROATÁ) fica “infeliz” e ainda tem BESTA QUE DIZ: ÊTA! QUE PREFEITO BOM!


.
Clique aqui para baixar a música em MP3
(aguarde carregar a página e clique em “Download file”)

Governador Jackson Lago (PDT): Um Morto Vivo Ambulante!!!

A Ex-presidenta da Câmara, vereadora Mª. DE LOURDES (PDT), sempre gosta de fazer apologia ao crime organizado, e nós sabemos que o crime não compensa. É preciso falar a verdade ao povo do Maranhão, especificamente aos coroataenses. A vereadora deveria falar aos munícipes, que o retorno do Governador Jackson Lago (PDT), foi uma recepção “ARRUMADA”, pela própria corriola dos pedetistas, inclusive, os vereadores ALI BABÕES estiveram lá, e sabem melhor do que qualquer outra pessoa, do indiciamento que o MPF, conforme denúncia formulada pelo Procurador Geral da República, Dr. Antônio Fernando Souza. Contra fatos não há argumentos. A sua co-participação é pública e notória. Portanto, “o seu governador”, vereadora; esqueceu a ética e a moral, enveredando-se pelo caminho do crime organizado, cujos reflexos desembocarão, aqui na Prefeitura Municipal de Coroatá. É só aguardar pra ver, prezada vereadora.

domingo, 25 de maio de 2008

Deu no programa Impacto 106!!!

Bispo Dom Reinaldo Pünder: Assim não dá!!!

Após visitar conterrâneos na cidade de Guaribas (SP), onde se encontra a maior concentração de maranhenses oriundos das cidades de Coroatá e Timbiras, aqui do estado do Maranhão. O conceituado Reverendo enaltece o trabalho escravo, o subemprego e o as condições subumanas em que vivem essas pessoas, totalmente desassistidas , desamparadas e desprovidas de qualquer amparo legal pelas leis trabalhistas e sanitárias, cuja situação é estarrecedora e de conhecimento de todas as autoridades municipais constituídas. Somente, agora e depois de tanto tempo que o Reverendíssimo se posiciona de forma duvidosa, postulando princípios quanto ao posicionamento do prefeito LUÍS DA AMOVELAR, que na última eleição para prefeito de 2004, prometeu 11 mil novos empregos à essa gente humilde, digna e respeitada. Contrapontear a desqualificação do povo coroataense neste exato momento, e postergar a implantação de cursos profissionalizantes a esta altura do campeonato é tentar querer isentar a responsabilidade do prefeito LUÍS DA AMOVELAR, pois sabemos que no afã da enganar o nosso povo, procura reconstruir um discurso falido, já conhecido e mentiroso. É sabido por todos nós, que estamos em pleno ano eleitoral, e mais uma vez o BISPO já dá sinais das suas preferências às cores e posições políticas partidárias. O REVERENDO deveria explicar aos católicos e fiéis da própria Igreja, o porquê do crescimento da RELIGIÃO MULÇUMANA NO MUNDO, que atingiu à margem de 9%, e que ultimamente, o PAPA BENTO XVI está bastante preocupado. Falar e explicar à população sobre o arrendamento de toda a Igreja para a PREFEITURA MUNICIPAL DE COROATÁ. Comentar a carta da CNBB, que aborda a CORRUPÇÃO, a VIOLÊNCIA e a IMPUNIDADE, ano passado em São Luís/MA, inclusive, os atos de corrupção praticados pelo prefeito LUÍS DA AMOVELAR. Enfim, REVERENDO, quando os fiéis católicos procuram ir à Igreja, é para ouvirem a palavra de DEUS, o conforto espiritual e a fé. NÃO para ouvir SERMÕES que traduzem formas INSIDIOSAS, TENDENCIOSAS E MANIPULADAS PELOS PRÓPRIOS PÁROCOS DA IGREJA.

Salmo do dia 25/05 - Domingo

SALMO 66,1-7

Aclame a Deus, ó terra inteira, toque em honra do seu nome, cante hinos à sua glória. Digam a Deus: “Como são terríveis as tuas obras! Por teu imenso poder, teus inimigos te adulam”. Que a terra toda se prostre na tua presença! Toquem em tua honra, toquem para o teu nome. Venham ver as obras de Deus, seus atos terríveis em favor dos homens: ele transformou o mar em terra firme, e atravessaram o rio a pé enxuto. Exultemos de alegria com Deus, que governa com seu poder para sempre. Seus olhos vigiam as nações, para que os rebeldes não se revoltem. Com este salmo o povo agradece a Deus por seus atos de libertação. Aqui se recordam dois feitos divinos: a passagem do mar Vermelho, no êxodo, e a conquista da terra prometida. Toda a humanidade é convocada a ver os atos de libertação de Deus, a alegria que ele traz aos que nele confiam. ORAÇÃO: Assim como estavas junto com os hebreus na passagem do mar Vermelho e na conquista da terra prometida, hoje, ó Senhor, tu estás junto ao povo que vive na opressão, ao povo que deseja liberdade e terra. Estás junto e conduzes o povo, realizando maravilhas de libertação. Amém.
.
Extraído do livro"365 dias com os Salmos", de Paulo Bazaglia.

sábado, 24 de maio de 2008

Mutirão da cidadania!!!

O ideal seria se o prefeito LUÍS DA AMOVELAR tivesse realizado bem antes, todas as ações sociais pelas quais o povo tanto necessita, desde o início do seu mandato. Durante todo esse tempo a população se tornou refém e constrangida, quando buscava tirar os seus DOCUMENTOS PESSOAIS. Depois que a oposição denunciou insistentemente, o prefeito LUÍS DA AMOVELAR, fez a “PARCERIA”. Coincidência ou não, vivemos um ano eleitoral; e aí, resolveram empreender e implementar as referidas ações. Agora, o povo amontoado dentro e fora do CENTRO COMUNITÁRIO permanece sob o sol e a chuva à espera dos seus documentos. E como de costume, qualquer ação praticada pelo prefeito, é simplesmente de cunho político. PORQUE SÓ AGORA? Tudo acontece em Coroatá, porém as verdades não são ditas pela imprensa marrom com coerência. Não somos contra nada o que venha beneficiar o povo. Somos contra a forma pela qual utilizam tais ações, onde visam fazer uma espécie de toma lá-dá-cá. O povo sabe que é inteligente, e o prefeito LUÍS DA AMOVELAR sempre procura de uma forma ou de outra subestimá-lo. O povo não se esquecerá das chicoteadas que vem recebendo nestes três anos e meio de muita agonia e aflição. O povo entende e já erradicou essa cultura de que prefeito só trabalha à época das eleições. O prefeito LUÍS DA AMOVELAR foi eleito para desempenhar a sua obrigação de fazer pelo povo sem distinção de credo, raça, cor, sexo ou religião; e o povo tem o direito de receber todas as ações implementadas, mesmo quando essas ações são recursos de origens federal ou estadual. BASTA! O POVO NÃO PRECISA PENSAR QUE TUDO O PREFEITO FAZ, SEJA A BASE DE FAVORES. O Que o prefeito deveria ter, era mais responsabilidade e fazer valer e respeitar a dignidade do povo coroataense, QUE HÁ BASTANTE TEMPO ESTÁ DE SACO CHEIO!

sexta-feira, 23 de maio de 2008

TCE condena as contas do IPM – Instituto de Previdência Municipal de Coroatá!!!

O TCE – Tribunal de Contas do Estado, na sessão plenária de 21, quarta-feira, condenou e rejeitou do (IPM) – INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE COROATÁ referentes ao exercício financeiro de 2006, apresentadas por CÍSIO JANUS LOPES COSTA, diretor executivo do referido órgão. Em entrevista concedida ao programa Canal Aberto, da Rádio Educativa FM 106,3, dia 19 de Maio de 2008, o diretor falou, falou, falou... Não explicou, e nem justificou a atual e real situação do citado instituto. À sua entrevista foi mais fundamentada, quanto à operacionalização das financeiras que operam na cidade de Coroatá. Demonstrou profundo conhecimento em relação, à aplicação aos golpes cometidos pelas mesmas; do que propriamente, falar do sacrifício e da humilhação que os aposentados e pensionistas do município estão passando, todos os meses para receberem seus proventos a que tanto têm direito. E agora? Porque não explica e justifica a condenação e a rejeição das contas do IPM ao TCE? Será que todas as irregularidades apontadas no processo destacam-se a realização de despesas sem comprovação, responsáveis pela desaprovação das contas e pela imposição de débito com o erário do município, devem-se à incompetência frente à gestão do órgão como agente público? São perguntas que merecem respostas mais convincente e bem mais explicada, porque o dinheiro é repassado todos os meses para efetuar os respectivos pagamentos, e ainda consiste, também quanto ao atraso sistemático e viciado, cujos beneficiários, passam por vexames e sucessivos constrangimentos, e não têm calendário certo para irem às agências bancárias para sacarem seu dinheiro. Afinal, isso não é um caso de truculência nem de violência, e sim, um caso, que para tal cargo seja ocupado por uma pessoa de ilibada idoneidade, e que tenha inteligência, educação e competência para exercê-lo. ASSIM NÃO DÁ!
.

Maiores informações no site do TCE


Rádio peão no AR!!!

Filho de vereador envolvido em suposto roubo de moto

Comenta-se por toda cidade, que há fortes indícios da participação do filho de um determinado VEREADOR da base governista, altamente influente na política local, no roubo de uma moto NXR, 150 BROSS ES, COR PRETA, CHASSI 9C2KD03307R025031, domingo, 11, à noite, frente à Praça É Nossa. O tal filho, levou a moto roubada para a cidade de Codó, após ter-se oferecido a dá carona ao proprietário do veículo que se encontrava embriagado. Chegando às imediações do Colégio João Lisboa, ambos caíram, e em seguida o filho do VEREADOR empreendeu fuga. Inclusive, a operação abafa entrou logo em ação, para que o caso não fosse divulgado, e não prejudicar a imagem política do respectivo VEREADOR, cujo mesmo, segundo informações; ofereceu uma boa soma em dinheiro para a vítima, e que temporariamente o escândalo permaneça no anonimato. O nome do suposto infrator é menor de 13 anos, de inicial L., e conhecido por “L”, DESOCUPADO, “SÓ QUE O CITADO ELEMENTO CONSEGUIU FUGIR, DEIXANDO A MOTO”, conforme está no Boletim de Ocorrência, REGISTRADO ÀS 11:15h, DIA 17/05/08. A moto encontra-se apreendida na DEPOL, da cidade. A apreensão foi efetuada pelo 3º pelotão/9ª CI - POLÍCIA MILITAR.

TSE expede extensão de Carta de Ordem para TRE ouvir testemunhas arroladas por Luís Carlos Porto

O TSE encaminhou quarta-feira dia 21/05 ao TRE do Maranhão a Carta Ordem para que a Corte realize a oitiva de testemunhas arroladas pelo vice-governador Luís Carlos Porto (PPS) no processo de cassação dele e do governador Jackson Lago (PDT) por corrupção eleitoral. O TSE, na verdade, não expediu uma nova Carta de Ordem, apenas fez uma extensão da primeira quando foram ouvidas as testemunhas do governador e da coligação “Maranhão - A Força do Povo”.

Por conta disso, o juiz que vai presidir a audiência continuará sendo Carlos Santana. Ele deve decidir nos próximos dias a data da nova oitiva. Na mensagem enviada ao TRE consta ainda como relator do caso o ministro Carlos Ayres Britto, que assumiu a presidência do TSE e deve deixar o posto. O novo relator deve ser o ministro Eros Grau, que assumiu a vaga do ex-presidente Marco Aurélio de Mello.

O TSE indeferiu pedido da coligação “Maranhão-A Força do Povo” para que fossem ouvidas também seis testemunhas do candidato a vice-governador João Alberto de Sousa (PMDB). Na mensagem encaminhada ao Maranhão, a Corte superior informa ainda ter negado pedido de Jackson, que queria que suas testemunhas - na primeira audiência - fossem ouvidas pelos juízes eleitorais nos municípios onde residem em mais um ato protelatório.

“O pedido do governador do Maranhão não merece prosperar. Falo isso porque, segundo decidimos em questão de ordem proposta nestes autos, é possível realizar audiência das testemunhas em uma única assentada; as testemunhas comparecerão independente de intimação e, por fim, admitimos a possibilidade de se delegar à Corte Regional ou ao juiz eleitoral a inquirição de testemunhas”, diz Ayres Britto em seu voto, seguido por unanimidade pelos outros ministros.
.
Reproduzido do Blog do Jornalista Décio Sá

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Corpus Christi

Corpus Christi é uma festa ao Corpo de Cristo. É uma data adotada na Igreja Católica, para comemorar a presença real de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia, pela mudança da substância do pão e do vinho na de seu corpo e de seu sangue (O Catolicismo declara que a hóstia, torna-se literalmente em Carne e Sangue do Senhor Jesus).
A seguir, veja como iniciou-se esta comemoração:
A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XII. A Igreja sentiu necessidade de realçar a presença real do "Cristo todo" no pão consagrado. Esta necessidade se aliava ao desejo do homem medieval de "contemplar" as coisas. Surgiu nesta época o costume de elevar a hóstia depois da consagração. Disseminava-se uma controvertida piedade eucarística, chegando ao ponto das pessoas irem à igreja mais "verem" a hóstia do que para participarem efetivamente da eucaristia.
A Festa de Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. O Papa Urbano IV foi o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcebispo do Cabido Diocesano de Liége na Bélgica, que recebeu o segredo das visões da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornillon, que exigiam uma festa da Eucaristia no Ano Litúrgico. Juliana nasceu em Liége em 1192 e participava da paróquia Saint Martin. Com 14 anos, em 1206, entrou para o convento das agostinianas em Mont Cornillon, na periferia de Liége. Com 17 anos, em 1209, começou a ter ‘visões’ (que retratavam um disco lunar dentro do qual havia uma parte escura. Isto foi interpretado como sendo uma ausência de uma festa eucarística no calendário litúrgico para agradecer o sacramento da Eucaristia). Com 38 anos, em 1230, confidenciou esse segredo ao arcebispo de Liége, que 31 anos depois, por três anos, será o Papa Urbano IV (1261-1264), e tornará mundial a Festa de Corpus Christi, pouco antes de morrer.
A ‘Fête Dieu’ começou na paróquia de Saint Martin em Liége, em 1230, com autorização do arcebispo para procissão eucarística só dentro da igreja, a fim de proclamar a gratidão a Deus pelo benefício da Eucaristia. Em 1247, aconteceu a 1ª procissão eucarística pelas ruas de Liége, já como festa da diocese. Depois se tornou festa nacional na Bélgica.
A festa mundial de Corpus Christi foi decretada em 1264, 6 anos após a morte de irmã Juliana em 1258, com 66 anos. Santa Juliana de Mont Cornillon foi canonizada em 1599 pelo Papa Clemente VIII.
O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia, na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada antes de 1270.
O ofício divino, seus hinos, a seqüência ‘Lauda Sion Salvatorem’ são de Santo Tomás de Aquino (1223-1274), que estudou em Colônia com Santo Alberto Magno. Corpus Christi tomou seu caráter universal definitivo, 50 anos depois de Urbano IV, a partir do século XIV, quando o Papa Clemente V, em 1313, confirmou a Bula de Urbano IV nas Constituições Clementinas do Corpus Júris, tornando a Festa da Eucaristia um dever canônico mundial. Em 1317, o Papa João XXII publicou esse Corpus Júris com o dever de levar a Eucaristia em procissão pelas vias públicas. O Concílio de Trento (1545-1563), por causa dos protestantes, da Reforma de Lutero, dos que negavam a presença real de Cristo na Eucaristia, fortaleceu o decreto da instituição da Festa de Corpus Christi, obrigando o clero a realizar a Procissão Eucarística pelas ruas da cidade, como ação de graças pelo dom supremo da Eucaristia e como manifestação pública da fé na presença real de Cristo na Eucaristia. Em 1983, o novo Código de Direito Canônico – cânon 944 – mantém a obrigação de se manifestar ‘o testemunho público de veneração para com a Santíssima Eucaristia’ e ‘onde for possível, haja procissão pelas vias públicas’, mas os bispos escolham a melhor maneira de fazer isso, garantindo a participação do povo e a dignidade da manifestação.
A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse : "Este é o meu corpo...isto é o meu sangue... fazei isto em memória de mim". Porque a Eucaristia foi celebrada pela 1ª vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o domingo depois de Pentecostes.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

O vereador-professor já quase aposentado... Indevidamente!!!

Continua a repercutir mal a babação do VEREADOR-PROFESSOR, em relação aos elogios realizados ao Secretário de Saúde do Município. É mentira pura e deslavada dita pelo mesmo, quando tenta mistificar a população de que as políticas públicas sociais do governo federal, são ações do governo municipal. Não! Não a são do governo municipal, e sim do governo federal. O município apenas implementa as mesmas. O governo federal cria e desenvolve, estabelecendo parceria com os estados e municípios. Assim como, foi criado o SAMU, o CAPS, o CRAS. o CEO, o FUNDEB, o PDE, TERRITÓRIOS DA CIDADANIA, o COMPRA LOCAL, o LUZ PARA TODOS, os POÇOS ARTESIANOS DO INCRA e outros. A manutenção desses programas são custeadas de 50% a 100% pelo governo federal, visando melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro. Nós concluímos que o “VEREADOR-PROFESSOR”, além de nunca ter EXERCIDO plenamente os ossos do ofício deveria pelo menos fazer jus à aposentadoria que está prestes a receber INDEVIDAMENTE. É bom que a suposta denúncia, às Promotorias de Justiça averiguassem. Basta checar a folha de freqüência e a escola que o mesmo, diz lecionar.

Então, um breve adeus! Minha amiga... Adeus!!!

Os caminhos de DEUS são insondáveis. A cada um de nós, foi concedido o direito à vida. E a DEUS a vida pertence-lhe. DEUS sabe quando e como chamar-nos para estarmos ao lado do seu braço direito, descanso eterno. “DEUS não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos”. Se crermos em DEUS? Então, ore para que nós vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. AMIGA – VOCÊ NÃO VAI ESTRANHAR O CÉU... Sabe por quê? Por que... A amizade que nos une e continuará unindo-nos a você que está no céu, será a mesma de todos que estão aqui na terra. AMIGA – um dia a maioria de nós irá se separar. E agora, a saudade sentida de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizeram dos sonhos que tiveste, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... A vida é como se fosse éter e volátil e passageira que se dissipa e evapora de imediato, e fez-se do súbito tão veloz pranto daqueles que choram. Olhos e mãos que acenam - um breve adeus! Em meio aos soluços e as lágrimas há tantas palavras inexatas e inexplicáveis. Um dia disse certo poeta: “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”. A maior de todas as dores é a dor da solidão quando envolvida pelo bálsamo da angústia e da tristeza, que de forma violenta invadiu e dilacerou corações, pela remota saudade eterna, assim como reluzem as perenes estrelas no firmamento. Serás a AMIGA que se ausenta, de repente, não mais que de repente; que se fecha, o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro. E assim, desfazendo-se da família e dos amigos próximos e quão distantes.
Mensagem à amiga HELENA SANTOS SOARES, que está mais perto de DEUS. Amem!
.
NOTA LUTUOSA

A família Soares em estado lúgubre convida parentes e amigos para a missa de 7º. Dia da partida eterna da saudosa HELENA SANTOS SOARES, que realizar-se-á, dia 22/05 às 19:00h, no Mosteiro “BOM PASTOR” (por ocasião das celebrações da festa de Corpus Cristh), localizado à Palmeira Torta, Bairro da Trezidela. Estará disponibilizando um ônibus, às 19:00 h, no Largo da Igreja Matriz, a todos que desejarem participar desta enlutada celebração. A família agradece a todos que se fizerem presentes neste momento de solidariedade humana e fé cristã.

Resultado da última enquete

Encerrada a enquete:
06% disseram - SIM
94% disseram - NÃO

Concluímos que por essa amostragem os eleitores do município de Coroatá adquiriram certa maturidade política, consoante às respostas apresentadas. Agora, é só esperar pra ver os acontecimentos nas próximas eleições municipais de 05 de outubro de 2008. Aqui, em Coroatá, ultimamente o prefeito LUÍS DA AMOVELAR só resolveu fazer alguma coisa, através dos recursos federais. Onde a maioria das obras é de péssima qualidade, ou seja, obras realizadas às pressas e a toque de caixa, cujas verbas são todas desviadas, não chegando ao seu destino final; para qual o respectivo recurso federal foi enviado.

Aproveite para votar na nova enquete que já está no ar.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Acusados mantidos no serviço público

O líder do Bloco de Oposição (BPO) na Assembléia Legislativa, Ricardo Murad (PMDB), denunciou ontem que praticamente todos os funcionários do governo apontados na investigação da Polícia Federal, durante a Operação Navalha, e denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF), continuam trabalhando normalmente na Secretaria de Estado de Infra-Estrutura. Ele disse não entender por que o governador Jackson Lago (PDT) não determinou o afastamento desses servidores desde a época da deflagração da "Operação Navalha", em maio do ano passado.
"A situação é grave. Não faz sentido que esses servidores, indiciados e denunciados, continuem trabalhando nas mesmas funções fazendo falsas medições, segundo garantem empresários do setor de construção civil", disse o parlamentar.Entre os funcionários denunciados pelo MPF estão José de Ribamar Hortegal, José Eliseu Carvalho Passos e Sebastião José Pinheiro Franco, responsáveis pela medição das pontes, supostamente construídas pela construtora Gautama. Eles fraudavam os laudos de vistoria para permitir pagamentos à empresa, em troca de propina. Na casa de Sebastião Pinheiro, foram encontrados R$ 700 mil em espécie.

Afastamento
Com relação ao secretário de Planejamento, Abdelaziz Santos, que já teria posto o cargo à disposição do governador depois de denunciado por formação de quadrilha e peculato, ele disse nem ser necessário. "Acho precipitado. Vamos aguardar o recebimento da denúncia. De qualquer forma, acatada a denúncia, ele terá que ser afastado", disse o deputado. "Só lamento que o governador não tenha afastado os funcionários".
Para reforçar seu entendimento, Murad comparou o governo Jackson Lago com o do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "O ministro José Dirceu era o mais forte auxiliar do presidente, mas foi afastado logo que surgiram as denúncias do mensalão. O caso do Silas Rondeau (ex-ministro de Minas e Energia) também mostra a diferença de estilos entre Lula e Jackson. O Rondeau está na mesma denúncia da Navalha, mas foi afastado quando o caso ainda estava na operação da Polícia Federal", comparou o parlamentar.
Segundo o deputado do PMDB, chegará um momento em que Jackson Lago perderá as condições de governabilidade se não der as respostas necessárias à população. "O estado não pode viver o tempo inteiro com esta situação, em prejuízo da governabilidade", concluiu.

Reproduzido do Jornal “O Estado do Maranhão” de 20/05/2008

Cuidado com a coisa do novo!!!

O eleitor brasileiro nunca esqueceu a proposta do novo, coisa nova, digamos assim, quando o Ex-governador de Alagoas, Fernando Collor de Mello ganhou as eleições em 1989, para a Presidência da República. Jovem, boa pinta, caçador de marajá e demonstrando saúde para todo lado, através das suas mirabolantes estripulias, ou seja, passando uma imagem de vigorexia para o eleitor. Foi a maior decepção para o povo brasileiro, e logo o impeachment afastou-o da Presidência. Mas o povo parece não ter esquecido e quis insistir numa nova experiência amarga e cruel. Desta vez, o povo acredita noutra “MERCADORIA NOVA” veiculada pela mídia local. Uma propaganda enganosa “à base do quem só te compra quem não te conhece”. Um produto novo que foi vendido ao povo de Coroatá. Agora, nós estamos no ano de 2004. Eleições municipais. A discrição do marketing pessoal e político é envolvente. Sempre trajando blusa manga comprida azul, fala mansa, um jargão populesco, prometendo tudo a todos, entre um tapinha e outro às costas, acompanhado de um: “e aí bichão?”. Assim, o novo o povo aceitou a coisa nova. Não demorou muito, para que o povo coroataense convivesse com a DECEPÇÃO DA COISA NOVA. São passados três anos, quatro meses e quatorze dias, o povo agoniza à espera de acabar com essa DECEPÇÃO DO NOVO, cuja logomarca - “A NOVA COROATÁ QUE O POVO FAZ”. Será: – “A COROATÁ QUE O POVO REFAZ”.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Coroatá: trânsito violento que mata!!!

Está mais do que passando da hora, para que as autoridades do município procurem, imediatamente tomarem uma atitude em prol da população, que já não pode mais andar tranqüilamente pelas ruas e avenidas da cidade. O trânsito que mais mata na região dos cocais, por incrível que pareça é o de Coroatá. A desorganização é total. Levando-se em conta a selvageria dos proprietários de veículos que não estão habilitados e os veículos inabilitados, ou seja, motos e carros sem placa, documentação vencida, a falta do uso de capacete, e por sua vez; a sinalização do trânsito inexiste. O descaso é atribuído ao Prefeito LUÍS DA AMOVELAR, que não tem pulso firme, e de forma escabrosa visa somente atender a uma minoria, tais como: filhos de políticos e apaniguados, a classe empresarial que não aceita a implantação do sistema e de correligionários, quando têm seus interesses contrariados impõem o poder de barganha. E assim, as autoridades se vêem impossibilitadas de agir em nome da maioria. Portanto, pedimos As Promotorias de Justiça, ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, às Polícias Civil e Militar, a Sociedade Civil Organizada, aos Eclesiásticos, às Ogns e a todo cidadão civil que queira ter o direito preservado, que façam um mobilização em nome de todos os coroataenses, pois se dependermos dos Poderes Executivo e Legislativo; a cada dia veremos os nossos filhos dilacerados, vidas ceifadas e os criminosos do trânsito andarem impunemente no convívio de nossa sociedade. Enfim, esta na hora de provocarmos a Justiça para que, ela reaja soberanamente.

Propaganda eleitoral gratuita começa em quatro meses

As eleições municipais para a escolha de prefeitos e vereadores serão realizadas em 5 de outubro. Até o pleito, no entanto, a legislação eleitoral prevê várias etapas a serem cumpridas pelos partidos, como as convenções para escolha dos candidatos, o registro das candidaturas e o início da propaganda eleitoral, em 6 de julho. Uma das principais ações é a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começa em 19 de agosto, daqui a exatos quatro meses, e vai até 2 de outubro, no primeiro turno.As regras que disciplinam a propaganda eleitoral gratuita estão na Resolução 22.718/08 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Uma das novidades trazidas pela Lei 11.300/06 (minirreforma eleitoral) é a divisão de dois terços do tempo da propaganda de acordo com o número de deputados federais eleitos em 2006. Até o último pleito, a divisão levava em conta a representação de cada partido na Câmara dos Deputados quando do início da legislatura em curso, considerando o número de deputados que tomaram posse naquela data. Confira outras normas:
.
Tempo
De acordo com a Resolução 22.718/08, serão veiculados dois blocos diários de 30 minutos no rádio e na televisão. Um terço desse tempo, dez minutos, é dividido de forma igualitária entre todos os candidatos. Os outros dois terços, que totalizam 20 minutos, serão divididos conforme a quantidade de deputados federais eleitos em 2006. Se houver coligação, somam-se os deputados eleitos de cada partido que a compõe. A divisão do tempo de cada eleição (prefeito e vereador) será feita pelo juiz eleitoral de cada município, que vai se reunir, a partir de 8 de julho, com os partidos políticos e os representantes das emissoras de rádio e televisão para elaborar o plano de mídia. A distribuição do tempo entre os candidatos registrados é de responsabilidade dos partidos e das coligações.
.
Libras
A propaganda eleitoral gratuita na televisão deverá utilizar a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) ou os recursos de legenda. Qualquer cidadão não filiado a outro partido ou a partido político integrante de outra coligação pode participar do programa em apoio aos candidatos. É proibida a participação paga de pessoas no horário gratuito.
.
Horários
Para prefeito e vice-prefeito, os programas serão transmitidos às segundas, quartas e sextas-feiras, em dois blocos de meia hora cada um. No rádio, das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30; e na televisão, das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h.Os candidatos a vereador terão espaço para apresentar seus programas às terças, quintas-feiras e sábados, nos mesmos horários reservados aos prefeitos.No primeiro turno não haverá veiculação da propaganda eleitoral gratuita aos domingos e a transmissão tem de considerar o horário de Brasília.Nos municípios onde houver segundo turno para prefeito, a propaganda gratuita pode começar a partir de 48 horas após a proclamação dos resultados do primeiro turno e será transmitida até 24 de outubro, dois dias antes do segundo turno. A divisão do tempo no segundo turno é de forma igualitária entre os dois candidatos, cada um terá direito a dois blocos diários de dez minutos de duração, inclusive aos domingos. No rádio, a propaganda será veiculada às 7h e às 12h. Na televisão, às 13h e às 20h30.
.
Inserções
Além dos blocos, os candidatos a prefeito também têm 30 minutos diários em forma de inserções de 15, 30 ou 60 segundos para divulgar a suas propagandas. As emissoras devem veicular as inserções ao longo da programação, entre as 8 horas e a meia-noite.
.
Proibições
O candidato que veicular propaganda que degrade ou ridicularize outros candidatos pode perder o direito à veiculação do próximo programa. A Justiça Eleitoral ainda pode impedir a reapresentação da propaganda que ofender a honra de adversários, a moral e os bons costumes.Quem repetir conduta que já tenha sido punida pela Justiça Eleitoral poderá ter a propaganda suspensa temporariamente.É proibido usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de alguma forma, degradem ou ridicularizem adversários. O partido ou coligação pode ser punido com a perda de tempo equivalente ao dobro do usado na propaganda ilícita. Também é proibida a veiculação de propaganda paga no rádio e na televisão.Não é permitido o uso do horário destinado à propaganda de prefeitos para exibir programa de vereadores e vice-versa. No horário de vereadores pode ser exibida legenda com referência a candidato a prefeito, bem como a foto deste candidato ao fundo.
.

Informações do site do TSE

É sempre assim!!!

Quando estão frente a frente na justiça, sempre procuram passar a culpa para o outro. E é sempre assim: sou inocente, eu não fiz, eu não sei, não conheço e não vi. Agora, que o caldo derramou fica difícil acreditar em quem fala a verdade ou quem diz a mentira. Ou seja, acontece neste exato momento; quando o Ex-governador José Reinaldo Tavares e o governador Jackson Lago são formalmente indiciados pelo Procurador-Geral da República, Antônio Fernando Sousa, a participação de ambos na Operação Navalha. Aos quais são lhes imputado vários crimes, tais como: formação de quadrilha, peculato, formação de quadrilha, estelionato e entre outros. Durante a campanha política de 2006, todas as relações de amizades eram bem-vistas por todo o povo do Maranhão. Querer negar a essa altura do processo, as ilações através de uma nota de repúdio, para salvar o seu pescoço, é simplesmente trairagem da grossa, é querer dizer que o povo do nosso Estado é burro. O governador Jackson Lago deixou manchar sua biografia por ter negado a ética e a moral que tanto pregou durante toda a sua carreira política, porque todos esses princípios foram esquecidos por ele mesmo. No afã de chegar ao poder tresloucadamente, à base do custe o que custar, o governador não mediu as conseqüências, pois sabia claramente dos conluios, o qual estava envolvido. Negar ou jurar inocência é mais um ato de promiscuidade, e mais: hoje, todo o povo sabe como foram as eleições de 2006, totalmente ganha pela fraude e pelo suborno. A incrível coincidência é que a denúncia foi protocolada no dia 12, o crime de peculato é Art.nº. 312, a pena de reclusão é 12 anos e o número de pessoas envolvidas são 12. Enfim, um final político em meio às atrapalhadas e ao som do “DOZESPERO”.

E agora?

Avalanches e enxurradas de denúncias sobre improbidade administrativa todos os dias a grande imprensa noticia. A malversação do dinheiro público desviado pelas Prefeituras e pelas Câmaras Municipais, praticamente já corre o risco de sofrerem uma total banalização, porém, mesmo assim, a imprensa não pode deixar de lado. A população tem o direito de ser informada, e os Ministérios Público Federal e Estadual façam uso de suas atribuições e prerrogativas. Primeiro, é preciso fazer valer o princípio da admissibilidade de que os poderes são harmônicos e independentes entre si, como determina a Constituição Federal. A Lei nº. 8.429 de 02 de junho de 1992, conhecida como a Lei de Improbidade Administrativa tem a virtude de permitir que um procurador da República de primeira instância ingresse com uma ação contra autoridades para reaver dinheiro público desviado e o comportamento de sua conduta, sem necessidade de autorização política ou prerrogativa de foro. Agora, o STF – Supremo Tribunal Federal dizer que os procuradores da República usam a lei de maneira abusiva, é querer votar contra a aplicação da Lei de Improbidade aos políticos e gestores. Será que não é o início da sinalização do fisiologismo? O tal toma lá-dá-cá? Sabendo-se que dentro do próprio judiciário existem ministros, desembargadores, juízes, promotores, delegados que se enredam em maracutaias não seriam atingidos pela lei. Afinal de contas, aqui em Coroatá, se nós filtrarmos informações e transformá-las em denúncias com provas cabais, tenham toda a absoluta certeza de que os respectivos órgãos competentes, agindo com imparcialidade e lisura, o direito e a razão dos cidadãos coroataenses seriam resguardados.

domingo, 18 de maio de 2008

Uma atitude desrespeitosa, humilhante e degradante!!!

Uma atitude que as mães coroataenses jamais esquecerão, e permanecerão por muito tempo nos corações dos cidadãos pais e mães de família de nossa cidade.
O prefeito LUÍS DA AMOVELAR no sábado dia 10/05 mandou arrancar de forma deselegante e violenta a maioria das faixas que o Dep. RICARDO MURAD (PMDB) afixou, homenageando a BELEZA DA MULHER MATERNA. Uma demonstração de ódio, rancor e de puro revanchismo político, onde soberbamente o ego da ignorância feriu os sentimentos das mamães, dos filhos e das filhas de Coroatá. O prefeito LUÍS DA AMOVELAR confundiu a CONTRIBUIÇÃO DA TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA com a ALOCAÇÃO DOS POSTES que são de propriedades da CEMAR. Todas as providências foram tomadas no sentido de não se burlar as leis, por parte da comissão organizadora do evento. À Secretaria de Urbanismo foi encaminhada e autorizada o direito quanta afixação das faixas. Onde está o erro? Existe o Código de Postura do Município? A Lei Orgânica do Município estabelece esse poder? Se existe alguma determinação prevista em lei? Porque então, a Secretaria de Urbanismo autorizou à afixação das faixas? São perguntas que merecem respostas coerentes às mamães de Coroatá, no que tange a tirania do prefeito LUÍS DA AMOVELAR. Ao Dep. RICARDO MURAD (PMBD), nada lhe foi ultrajado ou usurpado. Ele, simplesmente fez, faz e fará homenagens justas e verdadeiras ao povo coroataense. Se o prefeito LUÍS DA AMOVELAR não respeita o embrião da CÉLULA MATER, que constitui a sociedade e regula princípios. O que será, então, das futuras gerações que vêm assistindo a essa degradação moral e ética de valores vivenciada pelas atuais mães desta terra?

Salmo do dia 18/05 - Domingo

Teu amor vale mais do que a vida

SALMO 63,2-6

Ó Deus, tu és o meu Deus, por ti madrugo. Minha alma tem sede de ti, minha carne te deseja com ardor, como terra seca, esgotada e sem água. Sim, eu te contemplava no santuário, vendo o teu poder e a tua glória. Teu amor vale mais do que a vida: meus lábios te louvarão. Vou bendizer-te por toda a minha vida, e ao teu nome levantar as minhas mãos. Vou saciar-me como de óleo e gordura, e, com sorrisos, minha boca te louvará. Esta súplica é feita por um levita exilado. Longe do Templo, do culto, todo o seu ser sofre, como alguém sedento no deserto. Sua esperança é um dia voltar a participar do louvor a Deus. O sentido de sua vida está no amor de Deus que o leva ao louvor. E o sen-tido da nossa vida? ORAÇÃO: “Mover-se é encontrar-se contigo a cada momento, Companheiro viandante! É o mesmo que cantar ao compasso dos teus pés. Quem abre corajosamente as portas e sai para fora, recebe a tua saudação. Não se detém para contar o que ganhou ou lamentar o que perdeu. Seu coração pulsa como tambor, ritmando a sua marcha. Andando, ele marcha contigo a cada passo, Companheiro viandante” (Tagore).

Extraído do livro"365 dias com os Salmos", de Paulo Bazaglia.

sábado, 17 de maio de 2008

Presidente do TSE quer dar prioridade ao julgamento de processos de governadores

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto (foto), disse hoje (15) que pretende dar prioridade aos processos que pedem a cassação de sete governadores estaduais e que tramitam no TSE. O ministro lembrou que houve uma “ruptura, uma mudança radical na jurisprudência do TSE, no sentido de reconhecer aos vices de cargos executivos a condição de litisconsortes passivos necessários”.

Assim, o vice-presidente da República, vice-governadores e vice-prefeitos quando se tornam partes dos processos movidos contra os titulares, razão pela qual também devem ser ouvidos e devem apresentar defesa. A citação dos vices é feita pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), o que torna os processos mais longos.

Questionado sobre a possibilidade de os processos se tornarem inócuos devido à proximidade das eleições majoritárias, Ayres Britto respondeu que “cabe a nós impedir que sobrevenha a nova eleição sem que esses processos estejam definitivamente julgados”.

De acordo com o ministro, o papel do TSE é o de acelerar o julgamento dos processos, antes que eles percam seu objeto. Carlos Ayres Britto disse que a sua filosofia de trabalho “é a de imprimir ao máximo possível a celeridade processual, especialmente nesses casos, já que um processo contra governador de estado é naturalmente mais relevante para a população, desperta mais interesse e projeta conseqüências maiores no âmbito dos respectivos estados”.


Quem são os governadores com processos pendentes de julgamento no TSE:

Cássio Cunha Lima (Paraíba) – RCEd 736, RCEd 737 e RO Nº 1497

Ivo Cassol (Rondônia) - RCEd 739

Jackson Lago (Maranhão) - RCEd 671

Luis Henrique (Santa Catarina) – RCEd 703

Marcelo Deda (Sergipe) - RCEd 661

Marcelo Miranda (Tocantins) - RCEd 698

Waldez Góes (Amapá) - Ag 9049
.
Informações do site do TSE

Os Lobos com pele de Cordeiro

A oposição não tira ninguém do poder pela gravata. Quem pede para sair do poder são os próprios políticos quando cometem atos de corrupção, quer seja ativa e passiva, peculato, falsidade ideológica, formação de quadrilha e outras bandalheiras. E ai do povo brasileiro se não fosse a oposição para denunciar essas mazelas entranhadas na administração pública, o cidadão jamais teria conhecimento de tudo que acontece nos bastidores do poder. Segundo, o PE. Antônio Vieira para cada palavra dada, tem que se dá um exemplo, pois a palavra dada sem exemplo é como se fosse um tiro sem bala. Enfim, a palavra sempre é um arraso, em se tratando na formulação do denuncismo. O discurso se torna cansado e vazio quando o orador não consegue ter o poder do convencimento em defesa do indefensável. Ao analisarmos o caso que envolve o governador Jackson Lago, na OPERAÇÃO NAVALHA a sua participação é totalmente clara. E contra fatos não há argumentos. Agora, esse papel de empurrar com a barriga. Se a culpa é do governador Jackson Lago ou do Ex-governador José Reinaldo é coisa de bandido contra bandido quando estão à frente da justiça. Juram eterna inocência e que nunca fizeram nada contra o patrimônio público. O exemplo, mais recente é o caso Isabella. Se demorarem muito, os advogados de defesa vão dizer que a menina cometeu suicídio. O mesmo acontece, com o governador Jackson Lago. Os seus advogados vão alegar que as imagens gravadas flagrantemente, dentro do hotel em Brasília, são imagens do seu CLONE. E se por acaso, também acontecer com o Prefeito daqui, tenho a certeza de que vão usar o mesmo argumento.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Para oposição, não há governabilidade

Do jornal “O Estado do Maranhão”

O governador Jackson Lago (PDT) já não tem mais condições de governabilidade. Este é o entendimento da bancada de oposição na Assembléia Legislativa, diante dos fatos que apontam a existência de uma quadrilha montada no Maranhão para desviar dinheiro público. De acordo com a oposição, “politizar o caso”, como o governador tentou, ontem, ao transformar em um comício a sua chegada a São Luís, “não vai adiantar nada”.

Para o deputado Max Barros (DEM), “o procedimento ético e correto do governador” seria se afastar para se defender. “Esta postura é defendida, inclusive, pelo senador Jefferson Perez, uma das reservas morais do PDT”, lembrou Barros, referindo-se à postura do senador amazonense, que pregou o afastamento do pedetista, ainda no ano passado, caso este fosse denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na avaliação do líder do Bloco de Oposição, Ricardo Murad (PMDB), está clara uma “absoluta ausência de condições de governabilidade” para Jackson Lago. “O coordenador financeiro do governo (Aziz Santos) está denunciado por corrupção; o irmão do governador (Wagner Lago), que representa o Estado em Brasília, também. Sem falar no próprio governador. Pela primeira vez na história do Maranhão, dois governadores (Jackson e José Reinaldo) foram formalmente denunciados da prática de vários crimes. Isso é uma vergonha para o Maranhão”, ressaltou Murad.

Imagem do Estado

Na mesma opinião da falta de condições morais e éticas para Jackson Lago governar discorreu o vice-líder oposicionista Chico Gomes (DEM). “São denúncias comprovadas, que comprometem a imagem do próprio estado. Tudo isso já provoca um clima de ingovernabilidade”, disse ele. Para o parlamentar, Jackson Lago comete ainda mais erros ao tentar politizar o caso, se fazendo de vítima e alegando perseguição política. “O clima de intranqüilidade política está posto no Maranhão. E o próprio povo maranhense está intranqüilo quanto ao futuro, diante de tantas denúncias”, ressaltou.

O deputado César Pires (DEM) argumentou que a estabilidade administrativa está comprometida. “O clima é tenso. O governo está sob suspeição e com futuro incerto. É difícil governar nessas condições”, avaliou. Para ele, a situação só tende a piorar com o encaminhamento da denúncia à Assembléia Legislativa. “Esta Casa terá que se posicionar, em algum momento. E o fará sabendo da sua responsabilidade para com o povo maranhense”, concluiu o democrata.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

O todo poderoso!!!

Por se achar acima de todos os mortais, o Vereador Líder do Governo na Câmara Municipal, age como de fosse um semideus ou invulnerável, até parece que é o fiel escudeiro e paladino da justiça. Só promete dá “PORRADA” nas pessoas, que faz e acontece e que ninguém deve ter compaixão dele, porque adversário é inimigo e deve ser tratado como inimigo mesmo. Não sou Moisés nem Maomé. Já li a Bíblia e conheço uma boa parte da história universal, a qual versa e relata o fim drástico de vários carrascos que impiedosamente acabam maus, por ter sempre no coração o ódio, o rancor, o revanchismo, o ranço e a ignorância aliados como fonte de alimento. E que, esse mesmo alimento será devolvido de forma mais amarga do que a própria lança com vinagre e fel que sangrou o coração dos mais inocentes dos cordeiros.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Assembléia decidirá destino de Jackson

O destino do governador Jackson Lago (PDT) dependerá agora da Assembléia legislativa, que decidirá se permite ou não que ele seja processado caso o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acate a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) sobre seu envolvimento no esquema da Construtora Gautama desbaratado pela Polícia Federal. Para iniciar o processo contra o governador, o STJ terá que pedir licença ao Legislativo estadual. Se a Assembléia Legislativa permitir, o processo seguirá com
os demais; caso contrário, a acusação contra o governador ficará suspensa até o término do seu mandato, quando ele perderá o foro privilegiado e será julgado normalmente.
O trâmite do processo contra Jackson Lago é previsto na Constituição Estadual. De acordo com o advogado Marcos Coutinho Lobo, o STJ encaminhará à Assembléia a denúncia do MPF, com todas as provas juntadas pela Polícia Federal.
Com base nessas provas é que a Casa decidirá se aceita ou não o processo.
Segundo o líder da Oposição, Ricardo Murad, para julgar o pedido do STJ a Assembléia formará uma comissão especial que analisará as provas e a denúncia apresentadas. “Essa comissão ficará responsável por um parecer sobre as provas, que será votado
em plenário”, explicou o parlamentar. Para a licença ser concedida, são necessários dois terços dos votos, ou 28 parlamentares.
A bancada do governo tem 26 deputados, mas nem todos são orgânicos na defesa de Jackson Lago. Significa que o governador terá que trabalhar intensamente se quiser evitar ser julgado agora.
Além disso, a bancada tem seus interesses próprios, que serão valorizados na discussão da denúncia.
Além de Jackson Lago, também foi denunciado pelo Ministério Público o governador de Alagoas, Teotônio Vilela, pelos mesmos crimes.
.
Reproduzido do Jornal O Estado do Maranhão de 14/05/2008

E o atual Secretário de Obras???

Continua pegando muito mal o quebra-mola colocado, ali em frente à escola do Km 9. A sinalização posta é de péssima visibilidade e qualidade. As placas não obedecem aos padrões determinados pelo CONTRAN, sabendo-se que, mesmo sendo uma MA é proibido por lei, ou seja, a legislação de trânsito não admite mais esse tipo de redutor ao longo das rodovias. Inclusive, nós estranhamos o engessamento do Poder Judiciário, que já foi denunciado pela Promotoria de Justiça, que aguarda uma determinação judicial para que aquele obstáculo seja retirado de imediato. Afinal, quando um órgão resolve trabalhar, o outro procura frustrar o cumprimento da Justiça. Com a palavra e a opinião sobre o caso; o prezado leitor.

Operação Navalha - Os denunciados no Maranhão

Denunciados no Maranhão e crimes cometidos

Abdelaziz Aboud Santos - Formação de quadrilha; Peculato

Alexandre Maia Lago- Formação de quadrilha; Peculato; corrupção passiva (3x)

Jackson Kepler Lago - Formação de quadrilha; Peculato; corrupção passiva (3x)

José Reynaldo Tavares - Formação de quadrilha; Peculato; corrupção passiva (6x); falsidade ideológica

Ney de Barros Bello - Formação de quadrilha; Peculato; corrupção passiva (3x); falsidade ideológica

Ricardo Wagner de Carvalho Lago - Formação de quadrilha; Peculato

Ulisses Cesar Martins de Sousa - Formação de quadrilha; Peculato; corrupção passiva (4x)


CRIMES

- Formação de quadrilha (artigo 288 do Código Penal) - Pena - reclusão, de um a três anos.

- Peculato (artigo 312 do Código Penal) - Pena - reclusão, de dois a doze anos, e multa.

- Corrupção ativa (artigo 333 do Código Penal) - Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e
multa

- Corrupção passiva (artigo 317 do Código Penal) - Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos,
e multa.

- Falsidade ideológica (artigo 299 do Código Penal) - Pena - reclusão, de um a cinco anos, e
multa, se o documento público, e reclusão de um a três anos, e multa, se o documento particular.

- Prevaricação (artigo 319 do Código Penal) - Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

- Desvio de recursos (artigo 20 da Lei nº 7.492/86) - Pena - Reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos,
e multa. Pena - Reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa.

- Gestão fradulenta (artigo 4º da Lei nº 7.492/86) - Pena - Reclusão, de 3 (três) a 12 (doze) anos, e multa.

- Fraude licitação (artigo 90 e 96, inciosos I e V, da Lei nºv 8.666/93)
Artigo 90 Pena - detenção, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.
Artigo 96 Pena - detenção, de 3 (três) a 6 (seis) anos, e multa.
.
Veja aqui a relação completa dos denunciados e os crimes de que estão sendo acusados.

Da série - Os 7 (sete) pecados dos Prefeitos Corruptos

Pecado - 07
PERSEGUIÇÃO A OUTROS ADMINISTRADORES HONESTOS: os corruptos tentam eliminar qualquer obstáculo ao seu esquema de enriquecimento ilícito. Um sinal de que há corrupção é quando há perseguição a administradores honestos.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Saiba o que é Recurso Próprio ou Receita do Município

A Constituição Federal estabelece que os gastos da União devem ser iguais ao do ano anterior, corrigidos pela variação nominal do PIB - Produto Interno Bruto. Os estados devem garantir 12% de suas receitas. Já os municípios precisam aplicar pelo menos 15% de suas receitas. E qual é a origem dos recursos próprios ou receitas municipais. Se não vejamos:
A) Impostos Municipais: ISS, IPTU, ITBI (sobre transmissão de bens imóveis).
B) Transferências da União: cota-parte do FPM - Fundo de Participação dos Municípios, cota-parte do ITR e transferências da Lei Complementar nº 87/96 – Lei Kandir.
C) Imposto de Renda Retido na Fonte.
D) Transferências do Estado: cota-parte do ICMS, cota-parte do IPVA e cota-parte do IPI-Exportação.
E) Outras Receitas Correntes: receita da dívida ativa de impostos, multas, juros e correção monetária de impostos.

Para calcular quanto o município deve gastar, basta fazer a seguinte conta:

TOTAL VINCULADO, POR EXEMPLO, À SAÚDE = (A+B+C+D+E) x 0,15%

Agora, você já sabe o que é Recurso Próprio ou Receita Municipal. Portanto, quando o Prefeito falar que construiu isso ou aquilo, peça-o para que apresente a planilha de custo, referente às obras que são construídas com os respectivos recursos. Ou seja, se é recurso próprio ou recurso federal.

Operação Navalha - Jackson Lago e José Reinaldo foram denunciados!

Segundo o jornal O Globo, saiu à lista dos denunciados da Operação Navalha e nela constam os nomes do ex-governador José Reinaldo e do atual governador Jackson Lago.

O procurador-geral da República, Antonio Fernando Sousa, entregou ontem à noite a denúncia ao Superior Tribunal de Justiça. Além de Jackson Lago, foram denunciados o ex-ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau, o governador de Alagoas, Teotonio Vilela, o ex-governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares (PSB), e vários outros envolvidos, totalizando sessenta denunciados.

A informação é do Jornal “O Globo”.

Caberá agora aos ministros do STJ decidir se aceitam ou não a denúncia do Ministério Público. Em caso afirmativo, o julgamento é iniciado com a oitiva dos denunciados e testemunhas, apresentação de provas e alegações finais de defesa e acusação.

No caso de Jackson Lago e Teotônio Vilela, para processá-los, o STJ terá que pedir autorização às assembléias legislativas do Maranhão e de Alagoas. O processo só é aberto se a maioria dos deputados concordar com a denúncia. Caso contrário, o STJ terá que esperar o fim do mandato dos governadores para iniciar o julgamento contra eles.

A “Operação Navalha” foi desencadeada pela Polícia Federal em 17 de maio do ano passado. Na ocasião, foram presos o ex-governador José Reinaldo, o então secretário de Infra-estrutura, Ney de Barros Bello, dois sobrinhos de Jackson Lago e vários membros do governo do Maranhão. Jackson escapou de ser preso porque a ministra Eliana Calmon, relatora do pedido de prisão, entendeu que ele, como governador, não poderia ser preso a não ser em flagrante.

A Polícia Federal afirmou que Jackson Lago recebeu propina da Construtora Gautama, por intermédio de seus sobrinhos.

Essa convicção da polícia foi sustentada pelo Ministério Público.
.
Veja aqui a relação dos denunciados e os crimes de que estão sendo acusados.

Com informações do Blog do jornalista Marco D'Eca

Da série - Os 7 (sete) pecados dos Prefeitos Corruptos

Pecado - 06
TRANSFERÊNCIAS DE VERBAS ORÇAMENTÁRIAS: remanejamentos de grandes somas são suspeitos. DESCONFIE de transferências de verbas acima de 5%. O prefeito pode subverter todas as prioridades originais com grandes transferências entre as rubricas. Isso pode em algumas situações ser fetio para atender necessidades emergenciais, mas na maioria das vezes é feita para atender interesses eleitorais e pessoais dos prefeitos. É preciso uma análise cuidadosa das transferências, e elas deveriam ser analisadas pela CÂMARA MUNICIPAL.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Só depois que a oposição denuncia... O prefeito revela o CEO!!!

Neste Blog, já foi postada matéria que aborda a implementação do CEO – Centro de Especialidades Odontológicas, cujo programa é do Governo Federal para atender a população de baixa renda ou àqueles que dele necessitar de acordo com sua condição financeira. É sabido que todos os meses o Ministério da Saúde, envia para o município de Coroatá, a quantia de R$ 50 mil reais, para custear a contratação de profissionais, equipamentos, a construção do prédio ou reformá-lo. Portanto, é a obrigação do político de fazer e o direito do cidadão de receber o benefício enviado pelo Governo Federal. Uma coisa é certa: o vereador Godô Brandão (PPS), nunca fala a verdade ao povo. Sempre procura enaltecer pessoas que não têm nada a ver com a criação e desenvolvimento do projeto, e sim, com a regulamentação do mesmo.

Da série - Os 7 (sete) pecados dos Prefeitos Corruptos

Pecado - 05
Não divulgação dos gastos públicos (falta de transparência): A LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO obriga o prefeito a divulgar diariamente o movimento do caixa do dia anterior. Ele também deve tornar o público o BALANCETE MENSAL DA PREFEITURA.

domingo, 11 de maio de 2008

Simplesmente, Mãe

Mãe carinhosa, mãe dengosa Mãe amiga, mãe irmã
Mãe sem ter gerado é a mãe de coração Mãe solidão, Mãe de muitos, mãe de poucos
Mãe de todos nós,Mãe das mãesMãe dos filhos Mãe-pai: duas vezes mãe
Mãe lutadora e companheiraMãe educadora, mãe mestra Mãe analfabeta, sábia mãe Mãe dos simples e dos pobres
Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm Mãe do silêncio, mãe comunicaçãoMãe dos doentes e dos sãos Mães dos que plantam e dos que colhem
Mãe de quem nada fez e de quem compra feito Mãe de quem magoou e de quem perdoou Mãe rica, mãe pobre Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram
Mãe dos guerreiros e dos guerreados Mãe que sorri, mãe que choraMãe que abraça e afaga
Mãe presente, mãe ausente Mãe do sagrado, mãe da luz Mãe de Jesus e mãe nossa.

Mãe, simplesmente mãe.

Salmo do Domingo - dia 11/05

Vou aclamar teu amor pela manhã

SALMO 59,17-18

Quanto a mim, vou cantar em louvor à tua força, vou aclamar teu amor pela manhã, porque tu foste a minha fortaleza, um refúgio no dia da angústia. Ó força minha, vou tocar para ti, porque tu foste, ó Deus, a minha fortaleza! Confiante que Deus o libertará dos inimigos injustos, o salmista promete realizar uma ação de graças pela manhã. Quem confia na libertação canta ao Deus que é força, amor, fortaleza, refúgio. ORAÇÃO: Senhor, quem experiencia o teu amor descobre em ti uma proteção segura. Eu te louvo porque vens sempre a nós, tomando a iniciativa e nos libertando. Eu te agradeço, tu que és a fortaleza da minha vida. Amém.

Extraído do livro"365 dias com os Salmos", de Paulo Bazaglia.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

Uma cidadã dona de um estilo próprio e marcante!!!

Perfil:

A Ex-prefeita e Ex-deputada TERESA MURAD, filha desta terra sempre que exerceu cargos políticos de destaque criou e desenvolveu políticas públicas sociais em benefício da população de baixa renda. A sua administração como prefeita de Coroatá ficou marcada com a LEI DA ÁGUA, esse liquido tão raro e precioso, que chegava todos os dias às torneiras do povo com ótima qualidade, paralelamente, com suas respectivas contas quitadas. Um direito à cidadania e à dignidade humana que todos usufruíam sem qualquer discriminação, e não havia perseguição política a nenhum cidadão coroataense. E na época, diga-se! Que os recursos públicos eram bem menores dos que são enviados hoje, para o município. Agora, são vinte vezes mais! A qualidade de vida do cidadão coroataense ganhou mais saúde, mais educação, mais segurança, os servidores eram pagos em dia, havia dinheiro circulante no comércio, os professores da rede municipal foram capacitados e treinados aprimorando ainda mais, o aprendizado dos alunos, apesar de encontrar sérios obstáculos por causa de alguns dirigentes sindicais que impediam o repasse de verbas federais, fazendo com que, o crescimento e o desenvolvimento da cidade não acontecesse de forma coerente. Era um tempo em que o Governo Municipal foi oposição, e somente, muito trabalho e competência eram seus verdadeiros aliados, para administrar contra tudo e todos. A pavimentação, o asfaltamento e a reestruturação de ruas, praças, avenidas, creches, escolas e a criação de bairros, inclusive, BAIRRO VILA TERESA MURAD, BAIRRO VILA RICARDO MURAD, BAIRRO NOVA TREZIDELA, VILA MENDES E VILA CILENE. Fazia a manutenção das estradas vicinais, com os serviços de terraplanagem e o roço às margens das mesmas. Quando eleita Deputada Estadual, TERESA MURAD continuou reivindicando em nome do povo coroataense, através de um projeto de lei assegurou o uso dos banheiros públicos nas rodoviárias do Maranhão sem pagamento. Anteriormente, esse projeto foi vetado por acharem inconstitucional a matéria, quando, na verdade, o veto foi político, uma vez que a deputada fazia oposição ao governo JOSÉ REINALDO, ficando, com isso, a população desprovida de seus direitos. Reivindicou ainda, a instalação de telefones públicos em várias localidades do município de Coroatá, tais como; nos Povoados Barriguda, Poço Comprido, Alto Alegre dos Maranhenses, Vila Sete de Setembro, Flor do Dia, Bacabalzinho dos Vianas, Pau de Estopa, Conceição, Matões, Valério, Santo Antônio dos Maranhenses, São Benedito do Jorge Rios, Alto do Cedro, Macaúba e Cigana do Izael. Além de reinvidicar orelhões para os povoados de PERITORÓ, ALTO ALEGRE DO MARANHÃO, TIMBIRAS E SÃO MATEUS. Viabilizou e agilizou o processo de energização e da instalação de poços artesianos numa boa parte de zona rural. Enfim, o município de Coroatá ganhou referências e expectativas de dias melhores e prósperos, cuja medição dentro de uma escala de valores só poderá ser analisada pelo próprio povo coroataense que era feliz e não sabia!

CGU apóia campanha contra a corrupção lançada pelos membros do Ministério Público

Com o objetivo de conscientizar a sociedade, especialmente crianças e adolescentes, que a corrupção não é um problema apenas da classe política; que ela está presente no cotidiano de muitas pessoas, em pequenos atos, como furar uma fila no banco ou lucrar com um troco errado. A campanha é, na verdade, a nacionalização de um projeto criado, em 2004, pelo Ministério Público de Santa Catarina, vencedor do Prêmio Innovare.

É preciso chamar atenção de todos sobre esse caso, que envolve vários aspectos e deixar claro que todos podem ajudar no combate à corrupção. Portanto, o lançamento da campanha “O QUE VOCÊ TEM A VER COM A CORRUPÇÃO?”. Conta com a presença de várias autoridades do governo federal, procuradores, juízes, parlamentares e artistas. Atendendo ao clamor da população brasileira, o governo federal determinou que todas as crianças poderão aprender a controlar os gastos públicos em site infantil da CGU. Desde o dia 30/04/2008, crianças de todo o Brasil utilizarão a internet para colaborar com a fiscalização quanto à aplicação do dinheiro público.

A CGU colocou no ar um site especialmente elaborado com jogos e histórias em quadrinho para ensinar assuntos como cidadania, ética e preservação do patrimônio público e do meio ambiente. Para isso, cada um dos integrantes da Turminha da CGU – André, Lia, Dudu, Guga, João, Maria e Paty – irá mostrar a importância de cuidar de tudo o que é público e ainda estimular, nos brasileirinhos, o hábito de controlar e cobrar do Governo tudo o que é feito com o dinheiro da população.

O Criança Cidadã – Portalzinho da CGU pode ser acessado pelo endereço:

© Copyright 2008 - Idalgo Lacerda.